12 Técnicas para sobreviver a ataques de animais

Esperamos que as dicas que trazemos hoje nunca tenham que ser colocadas em prática. Mas como sempre é melhor prevenir do que remediar, vale a pena dar uma olhada.

Veja o que você deve fazer se for atacado por algum animal. As reações são muitas e a maneira que devemos nos comportar pode variar muito.

Tubarões

A boa notícia é que das 150 espécies de tubarões que existem no mundo, apenas 20 atacam humanos. A maioria não nos vê como alimento. A má notícia é que, se um se ’interessar’ por você, escapar é realmente muito difícil.

  • Para não atrair um tubarão, tente evitar que sangue ou urina caia na água. Esses animais percebem o cheiro a uma grande distância.
  • Se você ficar cara a cara com um tubarão, não vire e saia nadando desesperadamente. Isso fará de você uma presa. Tente se mover lentamente.

Se for atacado, seu objetivo são os olhos e as brânquias. Essas são as suas zonas sensíveis.

Canguru

A menos que você viva na Austrália ou vá passar as férias por lá, não precisará destas dicas. Mas em todo caso…O canguru vai te atacar se você invadir o seu território e ele sentir algum tipo de ameaça. Para evitar problemas, faça o seguinte:

  • Comece a tossir. Uma tosse curta e discreta é percebida como sinal de doença e pode evitar um ataque.
  • Caminhe lentamente para trás. Desta forma, você parecerá menor e, portanto, menos perigoso.
  • Não vire e saia correndo. Assim, ele vai se sentir provocado. Ele salta muito longe e vai te capturar imediatamente.

Leão

Se você encontrar um leão, olhe nos olhos dele. Não dê as costas e nem desvie o olhar. A perda de contato dá tempo para que o ataque seja iniciado.

  • Tente parecer maior: levante as mãos ou o agasalho para cima. Isso fará com que você represente uma ameaça e ele evitará o contato.
  • Fale com o leão com uma voz forte e segura, produza sons e gesticule. Esse comportamento não é comum em uma vítima e irá deixá-lo confuso.

Elefante

Os elefantes são animais inteligentes e muito amáveis, mas podem atacar. Especialmente as fêmeas quando percebem algum perigo aos filhotes. E, acredite, eles são animais extremamente perigosos.

  • Na hora de enfrentar um elefante, preste atenção na sua linguagem corporal. Orelhas para trás significam que ele vai atacar.

Se o animal se aproximar, não corra. Tente encontrar algo que funcione como uma barreira entre você e ele, pode ser uma pedra ou uma árvore.

Rinoceronte

Os rinocerontes têm uma visão fraca, por isso se assustam facilmente e podem atacar. Esses animais podem correr a 60 km/h, ou seja, não tente sair correndo.

A única possibilidade de escapar de um rinoceronte é ficar atrás de uma árvore ou erbusto mais alto. Eles funcionam como obstáculo.

Hipopótamo

Esses animais parecem dóceis, mas matam mais pessoas na África que os crocodilos. Apesar do peso, os hipopótamos podem correr a 30 km/h, e ficam irritados facilmente.

  • Se o dia estiver quente, não entre na selva. Durante a seca, o nível de água baixa e eles se escondem em arbustos altos.

Para que o hipopótamos te deixe em paz, suba em uma árvore, uma pedra alta ou uma colina, e espere até ele ir embora.

Touro

Diferente do que as pessoas pensam, os touros reagem ao movimento, e não ao vermelho.

Portanto, na hora de enfrentar o bicho, fique parado. Use um chapéu, uma camiseta ou outro objeto. Jogue para algum lugar para distrair o animal e fuja.

Água-viva

Uma queimadura de água-viva pode doer muito e urinar na ferida não vai resolver, como alguns sugerem.

Imediatamente após ser picado, use apenas água do mar e não água doce. Depois, use pinças para tirar alguma parte da água-viva que eventualmente possa ter ficado na pele. Se tiver um creme antialérgico, use.

Jacaré

As mandíbulas desses animais são as mais poderosas do Planeta. Escapar, portanto, depois de mordido, é quase impossível.

  • Se você estiver na frente de um, bata com força nos olhos dele. Os olhos e a garganta são as suas zonas mais sensíveis.
  • Se você perceber que ele se aproxima pelo chão, faça muito barulho e corra em zigue-zague. Essa é a melhor oportunidade para correr gritando.

Se você vir um jacaré na água, fique imóvel, não grite e tente nadar para trás o mais silenciosamente possível.

Cobra

A maioria das espécies não são venenosas, mas é melhor não arriscar.

  • Se você perceber que está sendo perseguido por uma cobra, bata no chão com os pés. Isso irá confundir o animal.

Se você for mordido, não tente tirar o veneno como as pessoas fazem nos filmes. É melhor tratar o local com água corrente e ir rapidamente a um posto de emergência.

Neste link, você tem mais dicas para esse tipo de situação.

Gorilas

Os gorilas são verdadeiros líderes e não atacam pessoas ’obedientes’.

  • Fique abaixado para parecer menor. Tente sussurrar e evite o contato visual direto.

Se sofrer um ataque, tente ficar encolhido. Gorilas são animais muito orgulhosos e não costumam atacar pessoas indefesas.

Abelhas

As abelhas defendem as colmeias e podem atacar até mesmo quem passar por perto.

  • Cores escuras atraem as abelhas. Portanto, se a sua camiseta for preta, a possibilidade de ser atacado é maior.

Se for perseguido, tente se esconder em um local escuro, isso vai confundi-las.

Content retrieved from: https://incrivel.club/inspiracao-dicas/12-tecnicas-que-te-ayudaran-a-sobrevivir-en-una-batalla-a-muerte-con-animales-325860/.

Share this post

Post Comment