15 Lugares incrivelmente lindos e pouco conhecidos

15 Lugares incrivelmente lindos e pouco conhecidos

No nosso mundo existem muitos lugares incríveis que quase ninguém conhece, onde não há turistas e é difícil chegar. Ilhas com águas cristalinas, campos de flores e cachoeiras. Não parece um conto de fadas?

Reluzir.com mostra 15 lugares secretos do nosso planeta, cuja existência é muito pouco conhecida.

Blagaj, Bósnia e Herzegovina

Blagaj é uma cidadezinha ao pé de uma montanha íngreme, entre impressionantes cachoeiras e águas cristalinas, com um mosteiro e pitorescas casas brancas. É um lugar sagrado para os dervixes e os sufis, que construíram a cidade nesse paraíso.

Huacachina, Peru

Huacachina é uma cidade oásis no meio de um vasto deserto. Para chegar ao lugar, segue-se por uma estrada ao sul da capital do Peru, Lima, por cerca de 5 horas. A população é de apenas 200 habitantes. Uma vez lá, irá se sentir completamente isolado do mundo. Além disso, pode praticar sandboard nas colinas arenosas.

Lago Hillier, Austrália

Apenas imagine: areia branca cercada por bosques de eucalipto, junto à lagoa mais rosa do mundo. O lago Hillier fica no sudoeste da Austrália, na Middle Island, e foi descoberto em 1802. É conhecido por sua cor curiosa, que não muda ao longo do ano. Supunha-se que a origem do tom fossem as algas e alguns micro-organismos particulares, mas estudos posteriores não conseguiram confirmá-lo. De maneira que, até agora, ninguém conhece o motivo dessa pigmentação. A única maneira de se chegar ao local, é pelo ar.

Ilha Marieta, “Praia escondida”, México

“Praia escondida”, vale a pena a redundância, é uma praia secreta com águas cristalinas e uma grande variedade de pássaros. Só se chega a este paraíso secreto pela água. Depois de nadar alguns minutos pelos labirintos das cavernas subaquáticas, encontrará uma vista maravilhosa de uma praia perdida nas entranhas da ilha.

Fissura de Silfra, Islândia

A fissura Silfra fica na Islândia, no Parque Nacional Thingvellir. Esse lugar incrível é o favorito de mergulhadores e aventureiros. Nadando aqui é fácil perder a sensação de profundidade, pois a água potável, pura e fria é tão transparente que a visibilidade pode chegar a 300 metros.

Isola Bella, Itália

Não há dúvida de que a ilha italiana de Isola Bella, no Lago Maggiore, é uma das mais belas do mundo. Quase todo este pequeno pedaço de terra é ocupado pelo magnífico Palácio Borromeo e um jardim com flores em vários níveis, adornado com cavernas, terraços e fontes. Um complemento harmonioso para todo esse esplendor são os pavões brancos que percorrem o lugar.

Vila do Popeye, Malta

 

A vila do Popeye é composta por casas de madeira, originalmente construídas para a filmagem do musical homônimo na década de 1980. Agora é um destino turístico com um parque de atrações, cruzeiros ao longo da baía e vistas deslumbrantes.

Terra vermelha de Dongchuan, China

 

Terra vermelha de Dongchuan, ChinaA Terra Vermelha de Dongchuan é um vale de montanhas ao sudoeste de Kunming, a capital da província de Yunnan. Devido à falta de infraestrutura, o lugar descoberto em meados da década de 1990, não está no mapa turístico da China. As paisagens ondulantes, semelhantes a uma colcha de retalhos, apresentam tons castanhos avermelhados graças ao alto teor de minerais.

Ilha da Flores, Açores (Portugal)

A Isla de Flores está na lista da UNESCO porque nela há um parque nacional com flora e fauna únicas. Está localizada no ponto mais ocidental dos Açores, ao largo da costa de Portugal. Em português, seu nome significa “cabo de flores”, porque quase todo o seu território é pontilhado com plantas de uma grande variedade de cores e tipos. Além disso, há fontes termais e lagoas naturais, campos de arroz, aldeias únicas, lagos e também vulcões mundialmente famosos.

Cratera de Darvaza, “A porta do inferno”, Turcomenistão

Darvaza é uma gigantesca cratera ardente com cerca de 60 metros de diâmetro e 20 de profundidade, chamada de “as portas do inferno” pelos habitantes. Os geólogos acidentalmente encontraram uma caverna com enormes reservas de gás natural, que foi queimado intencionalmente para evitar os efeitos nocivos para as pessoas e o gado. Mas o incêndio que deveria se apagar após alguns dias, já está queimando há 45 anos. É um espetáculo único e fascinante.

Lençóis Maranhenses, Brasil

O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, no litoral do Maranhão, é uma dessas maravilhas. Durante a estação chuvosa, é simplesmente inesquecível. Todos os anos, nesse período, milhares de lagoas de águas turquesas e diferentes criaturas marinhas se formam entre as dunas de areia. Continua sendo um mistério como depois da seca, peixes e caranguejos chegam ali, mas a escala de um espetáculo dessa envergadura não deixa de surpreender. O melhor momento para visitar é de julho a setembro, quando as piscinas alcançam seu volume máximo.

Setenil de las Bodegas, “A cidade na rocha”, Espanha

 

 

Há 8 séculos, numa montanha rochosa no sul da Espanha, tem uma cidade chamada Setenil de las Bodegas, também conhecida como “A cidade na rocha”. As paredes, e até os telhados das casas, são parte das enormes pedras de basalto e protegem os habitantes do sol abrasador e do vento. Estar ali, entre as paisagens montanhosas maciças, nos faz sentir infinitamente pequenos.

Gruta de Saint-Marcel-d’Ardèche, França

Este lugar foi descoberto em 1836 por um caçador francês. A gruta de Saint-Marcel-d’Ardèche fica na região de Rhône-Alpes, na França. É uma grande rede de cavernas com águas cristalinas e rochas de diferentes cores.

Cavernas de mármore, Chile

As cavernas de mármore estão numa península perto do lago General Carrera, no Chile. Essa impressionante rede de cavernas foi paciente e cuidadosamente esculpida pela água por milhares de anos, formando redemoinhos de beleza incrível nas paredes.

Santuário de Las Lajas, Colômbia

O Santuário de Las Lajas está localizado num cânion, na fronteira entre Colômbia e Equador. A incrível arquitetura neogótica e os interiores são realmente fascinantes, principalmente porque a própria construção eleva-se acima do rio a 45 metros de altura, entre rochas e cachoeiras.

Share this post

Post Comment